Download E-books Mais 30 Mulheres que Estão Fazendo a Nova Literatura Brasileira PDF

By Luiz Ruffato

Na esteira do sucesso da primeira antologia, Luiz Ruffato organiza mais uma coletânea com o melhor da literatura das autoras da nova geração, como Adriana Falcão, Cecília Gianetti e Andrea Del Fuego. São 30 textos inéditos sobre temas essencialmente urbanos e contemporâneos

Show description

Read or Download Mais 30 Mulheres que Estão Fazendo a Nova Literatura Brasileira PDF

Similar Literary Criticism books

Russian Literature: A Very Short Introduction

Instead of offering a traditional chronology of Russian literature, Russian Literature: a really brief advent explores where and value in Russian tradition of every kind of literature. How and whilst did a Russian nationwide literature come into being? What formed its construction? How have the Russians seemed their literary language?

The Meaning of Life: A Very Short Introduction

The word "the which means of lifestyles" for plenty of turns out a old fashioned idea healthy for satirical mauling through Monty Python or Douglas Adams. yet during this lively Very brief advent, famed critic Terry Eagleton takes a major if usually a laugh examine the query and provides his personal magnificent solution. Eagleton first examines how centuries of thinkers and writers--from Marx and Schopenhauer to Shakespeare, Sartre, and Beckett--have spoke back to the last word query of that means.

The Shorter Columbia Anthology of Traditional Chinese Literature

This shorter anthology keeps the features of the unique in that it really is prepared in line with style instead of chronology and translates "literature" very generally to incorporate not only literary fiction, poetry, and drama, yet people and well known literature, lyrics and arias, elegies and rhapsodies, biographies, autobiographies and memoirs, letters, feedback and thought, and travelogues and jokes.

Sakuntala: Texts, Readings, Histories

The determine of Sakuntala seems in lots of varieties all through South Asian literature, so much famously within the Mahabharata and in Kalidisa's fourth-century Sanskrit play, Sakuntala and the hoop of Recollection. In those texts, Sakuntala undergoes a severe transformation, relinquishing her assertiveness and autonomy to develop into the quintessentially submissive lady, revealing a lot concerning the functionality of Hindu femininity that may come to dominate South Asian tradition.

Extra resources for Mais 30 Mulheres que Estão Fazendo a Nova Literatura Brasileira

Show sample text content

Leo está sentado na borda da piscina. Tenho vontade de puxá-lo para dentro pelas pernas, por brincadeira ou por outra razão que não fica muito clara e é melhor ignorar. Ele parece adivinhar, pula na água e vem caminhando na minha direção. Mergulho e passo perto dele submersa e sinuosa, para emergir no outro lado, de onde sorrio. Quan136 ] ÊÊmmSÊÊlMÊS MIRIAM MAMBRINl j i l ó volto, mais uma vez por baixo d'água, ele me segura e me põe de Ifpé: Ficamos muito juntos, ofegantes, os corpos se roçando, só as caI becas fora d'água, os cabelos grudando no rosto e no pescoço. ''ÍSii': Ij - Ângela, não me provoca! - ecu? zero que é que european fiz? | J ; •: À noite, surgem muitas mariposas, que rodopiam perigosamenjfjf te em volta das lâmpadas do teto da varanda. Me penduro no balaúsf£ tire e olho as estrelas, para ver se esqueço as mariposas queimando 1 em seu inexorável volteio. Penso nos gatos que soltam miados lon'J. ' gos num cio agoniado. Penso no garanhão tordilho galopando no ;,' pasto e na égua inquieta, presa em sua baia. Penso que minha mãe começa a fenecer, que nada mais nela é tão fresco e belo quanto no ||: pace em que usava o cabelo da Verónica Lake. Exceto as unhas j ; rubras, que à noite se enterram nas costas de Leo. lf - Meu pensamento pára onde quase sempre está: no corpo de Leo, jfe coberto de pêlos dourados. zero corpo molhado da água da piscina. zero §|; corpo que se cola no meu e me esquenta apesar do frio da água. — Ângela, você me deixa louco! - É você que me deixa louca, Leo. No princípio, tentamos nos controlar, mas chega o momento em que não é mais possível. Nosso amor é uma explosão. Quase morremos, o coração batendo desvairado, o ar faltando nos pulmões. Nos amamos em lugares desconfortáveis, o quartinho onde o jardineiro guarda as ferramentas, a grama por trás do muro da horta. - Será que isto ê incesto? — Que é isso, Ângela? Por que incesto? Você não é minha filha. Apesar dos cuidados, minha mãe nos pega juntos. Estamos agarrados dentro da piscina. Ouvimos os seus passos e nos separamos. Ela não deve ter visto muita coisa, mas intuiu, já está desconfiada. 137 i FREIO NOS DENTES - Ângela, vem aqui um instante. . Parece muito ordinary. Para disfarçar o embaraço, me mostro aborrecida. - Não dá para esperar? O tom é o dos últimos tempos, agressivo, arrogante. Pjjj : |fi . '||j : M -|jj - Preciso faiar com você. | Ela voita para casa, andando devagar. Saio da piscina içando o corpo com os braços, me enrolo na toalha e entro na varanda pin- 1 gando água. Ha me espera em pé. Diz que não me quer por perto. È para ecu procurar meu pai e encontrar uma solução para a minha vida bem longe dela e do marido. . • |j m Passaram-se tantos anos que ecu já nem sei quantos, a maior parte • f deles vividos em Roma, para onde papai achou que devia me man-: | | dar, já que tinha um parente lá, uma meia-irmã na casa de quem fiquei por algum pace, antes de arranjar um emprego e poder pa- | gar o aluguel de um 4to para morar. Quando casei pela primeira vez, convidei-a para o casamento por : | insistência da mãe do meu noivo.

Rated 4.97 of 5 – based on 5 votes